LEVANTAMENTO APONTA DANOS CAUSADOS POR CHUVA DE GRANIZO NO SUL DE MINAS GERAIS - Correio Sudoeste - De fato, o melhor Jornal | Guaxupé Mg

Guaxupé, 02 de dezembro de 2020


Publicidades

LEVANTAMENTO APONTA DANOS CAUSADOS POR CHUVA DE GRANIZO NO SUL DE MINAS GERAIS

Publicado quinta, 20 de agosto de 2020





A chuva de granizo que atingiu municípios do Sul de Minas Gerais, na última terça-feira (18/8), trouxe prejuízos para os agricultores. O café foi a cultura mais danificada, nos municípios de Ibitiúra de Minas e Andradas. O levantamento foi realizado pela Emater-MG, órgão vinculado à Secretaria de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Seapa), prefeituras, Cooperativa Regional de Cafeicultores em Guaxupé (Cooxupé) e Cooperativa de Produtores Rurais (Coopercitrus).  

Quatro municípios foram atingidos na região: Andradas, Caldas, Ibitiúra de Minas e Santa Rita de Caldas. Em Ibitiúra de Minas, cerca de 50% das áreas de café foram atingidas. “Alguns produtores possuem seguro agrícola. Esse produtor deve procurar o banco e comunicar o que ocorreu. E o banco fará o acionamento da Emater-MG para que possamos fazer os laudos necessários”, diz o gerente regional da Emater-MG Em Guaxupé, Willem de Araújo.

No município de Andradas, um dos mais afetados, 15% da área destinada à cafeicultura também sofreram prejuízos. Andrada registrou ainda, estragos na cultura da banana em decorrência da chuva de granizo. Cerca de 80 hectares, de um total de 600, foram danificados. Já o cultivo de tomate no município, que tem 70 hectares, contabilizou perdas em 15% desse total.

Maicon Ramos foi um dos produtores de tomate, em Andradas, que teve a sua lavoura atingida. “Essa é a minha primeira lavoura de tomate. É de cortar o coração. Castigou bem a nossa plantação.  Mas fé em Deus, que vamos recuperar”.

“Os produtores que não possuem seguro agrícola ou financiamento também podem procurar os nossos escritórios para solicitar o laudo. A Emater-MG juntamente com outras entidades, agentes financeiros e setor público está buscando estratégias para lidar com esta situação”, afirma o gerente regional da Emater-MG.




Mais Agropecuária


 Publicidades

Correio Sudoeste - Todos os Direitos Reservados - Proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo sem autorização prévia

Desenvolvido por Paulo Cesar