MINAS GERAIS LIDERA ACIDENTES COM PEDESTRES EM 2020 - Correio Sudoeste - De fato, o melhor Jornal | Guaxupé Mg

Guaxupé, 02 de dezembro de 2020


Publicidades

MINAS GERAIS LIDERA ACIDENTES COM PEDESTRES EM 2020

Publicado segunda, 21 de setembro de 2020





Minas Gerais é o estado que mais indenizou pedestres vítimas de acidentes de trânsito no primeiro semestre de 2020. De acordo com dados da Seguradora Líder, que administra o seguro DPVAT, 5.045 pessoas que estavam a pé foram indenizadas no estado por acidentes entre janeiro e junho deste ano. O estado teve mais acidentes envolvendo pedestres que São Paulo (4.836), Mato Grosso (4.160) e Santa Catarina (2.980), estados que aparecem no topo do ranking.
 
De acordo com a Líder, em todo Brasil, a motocicleta foi responsável por 63% das ocorrências que tiveram pedestres como vítimas (29.574), enquanto os automóveis correspondem a 28% (12.792). Os acidentes envolvendo pedestres são tão graves que, do total de 46.343 vítimas, 4,6 mil morreram e 79% (36.472) ficaram com algum tipo de invalidez permanente. 
 
De acordo com o diretor da Associação Mineira de Medicina do Tráfego (AMMETRA) e coordenador da Mobilização Nacional dos Médicos e Psicólogos Especialistas em Medicina do Trânsito, Alysson Coimbra, o impacto desses acidentes é gigantesco e se estende não só ao Sistema Único de Saúde (SUS), mas também à Previdência Social. “As vítimas de acidentes de trânsito ocupam 60% dos leitos de UTI do SUS e provocam um rombo anual de R$ 50 bilhões aos cofres públicos. Vivemos uma epidemia que mata cerca de 45 mil brasileiros todos os anos e não é o momento de flexibilizar as regras do Código de Trânsito Brasileiro (CTB). Pelo contrário, precisamos de ações que tragam mais segurança a todos envolvidos no Sistema Nacional de Trânsito para deixar a vergonha 4ª colocação no ranking mundial de mortes no trânsito”, afirma.




Mais Cidade


 Publicidades

Correio Sudoeste - Todos os Direitos Reservados - Proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo sem autorização prévia

Desenvolvido por Paulo Cesar